Tábua de queijos e vinhos

Tábua de queijos e vinhos

por | 01/06/2021

O que considerar em uma tábua de queijos e vinhos?

Queijos e vinhos são uma das combinações gastronômicas mais perfeitas e amadas. Preparar uma tábua de queijos e vinhos é uma ótima alternativa para noites mais frias, se tornando um momento bastante especial e aconchegante.

Também é uma maneira receptiva para receber amigos e ter um encontro descontraído e simples, mas, ao mesmo tempo, requintado e apetitoso.

Servir uma tábua para queijos pode parecer fácil, afinal, parece que basta apenas dispor os cortes de queijo e escolher um bom vinho para acompanhar. Mas existem algumas dicas que podem ser muito úteis na hora da montagem da tábua para queijos e fazem toda a diferença para criar uma experiência mais saborosa e especial.

Dicas para montar uma perfeita tábua para queijos

Escolha do tipo de tábua para queijos 

Para servir, é importante começar escolhendo uma boa tábua para queijos, dispondo os alimentos de forma organizada e bonita.

O visual é um elemento importante para passar uma boa imagem aos convidados, por isso, a tábua para queijos deve ser elegante e bem firme para fazer os cortes.

Os tipos de tábua para queijos mais utilizadas são as de madeira, pois elas garantem um visual rústico, aconchegante, além de serem resistentes. Podem ser redondas, quadradas ou retangulares.

Além disso, combinar a decoração da mesa posta com a tábua faz toda a diferença. Na DeFamília você encontra uma linda coleção exclusiva de tábuas.

Tábua de queijos e vinhos DeFamilia

Quantidade dos queijos e vinhos

É importante considerar a quantidade de queijos e garrafas de vinho que serão servidos. O ideal é dividir em gramas por pessoa, lembrando sempre da variedade de queijos da tábua. Inicialmente, uma quantidade de 100 a 350g por pessoa é suficiente.

O vinho depende da quantidade de convidados. Em um encontro de duas pessoas, pode ser uma garrafa no mínimo. Reuniões maiores precisam de mais garrafas, então é possível variar nos tipos de vinho e agradar todos os paladares.

Em nossa loja, estão disponíveis várias taças para os mais diversos tipos de vinhos.

Tábua de queijos e vinhos

Variedade de queijos

Claro que ao preparar uma tábua para queijos este será o elemento principal. Por isso, o ideal é servir os queijos variando os tipos para diversificar e deixar tudo mais sofisticado.

Recomenda-se escolher de quatro a seis tipos diferentes, considerando as preferências, mas principalmente a harmonização.

O ideal é dividir os queijos por categorias e oferecer variadas opções, como queijos frescos, curados, cremosos, macios, semi duros, duros e azuis.

Já os vinhos também devem ser variados, pois cada tipo de queijo requer um sabor de vinho diferente para harmonizar.

 

Acompanhamentos na tábua para queijos e vinhos

Para complementar a tábua para queijos é interessante optar por acompanhamentos que vão deixar a experiência mais completa e saborosa.

Alguns dos acompanhamentos perfeitos para a tábua para queijos são pães, especialmente os mais clássicos, como francês e torrada, sem recheios, grãos ou outros ingredientes, justamente porque ele é um complemento e não deve interferir na harmonização dos alimentos principais.

Também é comum servir frutas e oleaginosas em uma tábua para queijos, tanto frescas, secas ou em geleias. As frutas são uma maneira de neutralizar o paladar entre a degustação dos queijos para sentir melhor os sabores.

Por isso amêndoas, castanhas de caju, nozes, avelãs, uvas, uvas passa, damascos, ameixas e figos são ótimos acompanhamentos.

Outros frios

Em uma tábua para queijos, também é bastante comum acrescentar frios, como os embutidos. Salame, peito de peru, presunto, copa e lombo são ótimas opções.

Mas é importante lembrar que esses frios também devem ser harmonizados com os queijos e os vinhos. A regra é escolher combinando as características parecidas.

 

Como servir a tábua para queijos

Existem diversos tipos de tábua. o que interfere na maneira com que os queijos vão ser dispostos, na DeFamília temos vários modelos diferentes.

É preciso uma organização para servir os queijos. Os primeiros a serem provados devem ser os mais suaves, até chegarem nos mais intensos. Essa ordem importa para que a experiência ao provar seja a melhor possível.

Dessa maneira, na tábua para queijos redonda, deve-se colocar os queijos próximo as bordas, em sentido horário, e nas retangulares e quadradas, da esquerda para a direita, sempre do mais suave ao mais intenso. Já os acompanhamentos podem ficar ao redor dos queijos.

Outro detalhe é separar facas para queijos diferentes, primeiro para que os sabores não se misturem, mas principalmente porque cada queijo pede um tipo de corte distinto. Existem vários tipos de facas para queijos e cada uma é ideal para que os cortes fiquem perfeitos e não estrague a maneira de servir os queijos.

Tenha à disposição as facas para queijos correspondentes com pedaços maiores para complementar a mesa.

Harmonização dos queijos e vinhos

Falamos muito de harmonização, mas o que isso significa, exatamente?

Os queijos têm sabores, texturas e tons diferentes. Alguns são mais marcantes, outros mais suaves, e é a mesma coisa com os vinhos. Temos os vinhos brancos, tintos, rosés, espumantes, todos de sabores característicos.

Ou seja, é preciso fazer uma combinação que irá ressaltar os sabores de ambos e tornar a experiência mais rica. De maneira geral, o recomendado é equilibrar considerando acidez, suavidade e intensidade.

Mas esse tópico é tão complexo que merece um artigo completo. Mês que vem, na DeFamília, você irá conferir um material completo sobre harmonização entre queijos e vinhos!

Outras Postagens

Refeições em Família | Benefícios deste Momento Juntos

Refeições em Família | Benefícios deste Momento Juntos

Muito mais do que apenas nos mantermos alimentados, as refeições em família são momentos de criar laços, ouvir sobre o dia do outro, saber novidades, manter a família unida e até mesmo esclarecer assuntos mal resolvidos.  Além de ser um momento para saborear boas...

ler mais